Natália e o "jogo do contente" na Cia. Verás

"Com 6 anos de idade eu pedi para minha mãe me colocar no teatro. Não sei porque, mas sempre tive vontade. Se eu já gostava de teatro, quando comecei a fazer aula com o Orly eu me apaixonei. Me apaixonei pelo palco, pelos textos, pelo camarim, pelas personagens. Quando entrei na Cia Verás me lembro do friozinho na barriga. Todo mundo ali parecia mais velho, mais experiente que eu. Porém, fui recebida de braços abertos. As quartas e sextas da semana, quando ia para os ensaios, se tornaram os melhores dias da semana. Hoje, com 21 anos de idade, olho para trás e percebo como tudo que vivi na Cia valeu a pena. Correr atrás das pessoas para vender ingresso, colar cartazes pela cidade, passar fins de semana decorando textos, ensaiar a marcação da peça, e até ter que aprender a cantar! Fiz tudo isso com tanta paixão que nada parecia ser um esforço. Ter sido parte da Cia Verás foi um privilégio, uma aventura. Então só tenho uma coisa a dizer ao Orly e a Isabelle: muito obrigada por esses anos incríveis!"

 

 

Natália Rocha foi integrante da Cia. Verás, participando de várias performances e espetáculos teatrais como:  "A ver estrelas", "Pollyanna", "Ao pé da letra", "A revolta dos zíperes", "História de lenços e ventos", entre outros.

Alice no país da Cia. Verás

"Eu tinha 6 anos quando assisti a Cia. Verás pela primeira vez. E posso dizer que, embora eu tivesse contato com a Arte desde pequena, foi naquele momento que eu me apaixonei pelo Teatro. E soube que eu queria fazer parte daquilo.

Depois de dois anos de aula com o Professor Orly, fui convidada para entrar na cia. Verás. Eu não conseguia acreditar! Era a realização de um sonho.

Eu esperava ansiosa cada quarta e cada sexta, pois lá era um dos lugares em que eu me sentia melhor. Onde eu fazia o que amava e estava com pessoas maravilhosas que também tinham em comum o amor pelo Teatro.

Eu não seria o que sou hoje se não fosse a Cia. Verás. Aprendi muito sobre Teatro, aprendi a amar e a viver essa arte com todo o meu coração. Mas vai muito além disso. Os ensinamentos que recebi para a vida são imensuráveis. Organização, disciplina, amor, respeito. Aprendi que a diversão pode ser sim levada a sério, e que a recompensa de uma boa preparação e muito esforço e dedicação é o sucesso. A emoção de apresentar para uma casa cheia, ouvir os aplausos e saber "Nós chegamos aqui, conseguimos!"

Fiz amizades para a vida toda. Pessoas que sei que posso contar, que posso confiar, pois fizeram parte do mesmo processo, do mesmo grupo que aprendeu junto que não existe sucesso se não houver cooperação, se não houver responsabilidade, se não houver amizade. Um grupo que recebeu uma quantidade imensa de amor e carinho do diretor Orly e da Isabelle todos os dias.

Um grupo que até hoje é a minha segunda família.

E o resultado é para a vida toda. Já estou na faculdade, mas a Cia. Verás continuará na minha vida para sempre. Quando apresento um trabalho e o professor me pergunta: "você fez Teatro, não é?", quando me dedico ao máximo mesmo às menores tarefas, quando atinjo um objetivo, quando não tenho vergonha de falar em público, quando tenho espírito de liderança em algum trabalho, e em muitos outros momentos, eu sei o que é, sei o que foi que me deu esse diferencial. A Cia. Verás".

Alice Guerra foi integrante da Cia. Verás, participando de várias performances e espetáculos teatrais como: "Ao pé da letra", "A revolta dos zíperes", "História de lenços e ventos", "O baú da inspiração perdida", "O fantástico mistério de Feiurinha", e "A caçadora de borboletas", entre outros.

Nova Integrante da Cia - Morgana Móres

A Cia. Verás acolhe a sua mais nova integrante,

Morgana Móres, que veio com todo o seu talento e

garra para fazer parte do nosso elenco!

 

Retomada dos ensaios de "Branca de Neve"

Após o sucesso das temporadas em 2016 do espetáculo "Branca de Neve", volta a ser ensaiado pela equipe da Cia. Verás.

A nova temporada já tem data para estrear: 08 e 09 de abril, no Fringe - Festival de Teatro de Curitiba.

Fique ligado para as informações futuras...

 

 

 

Retrospectiva 2016!